Atualizações sobre o COVID-19.Saiba mais
This Is It

Meu Top 10 – Paola de Orleans e Bragança

Modelo e designer, Paola de Orleans e Bragança elege dez artistas e artesãos que traduzem a poesia em suas formas mais puras e potentes. Cada um deles celebra a força de seus olhares afiados e únicos, em peças vestíveis ou não. Obras autorais e cheias de significado

Other Souls. Maria é colombiana e tem sua casa e ateliê em Bali, onde desenvolve panos feitos à mão com tingimento natural com técnicas de wood stamping e batik. Minhas dúvidas sobre o que me encanta mais nessa marca: os próprios tecidos feitos de algodão em que eu poderia me embalar por toda a vida, as estampas gráficas e afiadas que a designer desenvolve ou o estilo de vida que Maria tem, pesquisando novas técnicas milenares naquela parte do globo.

Jackie Faus. Jackie faz um trabalho superautoral e livre com a cerâmica como plataforma! Formas orgânicas misturando diversas técnicas de esmaltação para criar peças únicas.

Humberto da Mata. Em sua coleção de peças de cerâmica, Digitus, Humberto traz as incríveis possibilidades que a esmaltação oferece. Criando complexos volumes de layers, cores, tons e texturas.

Von Trapp. Atento aos mínimos detalhes das obras que ele apresenta a cada coleção. Marcelo trabalha com uma precisão única, traduzindo força e elegância de uma moda clássica, porém superautoral. E eu tenho a honra de dividir o espaço do ateliê com ele: universo criativo e potente, onde podemos mergulhar no seu processo, na sua dedicação em fazer uma moda 100% made in Brazil, com atenção a cada corte, tecido, plissado, bordado.

Campbell and Rey. A dupla Charlotte Rey e Dunking Campbell trabalha em Londres como um escritório de interior design e branding que colabora para as mais diversas revistas de nicho com foco em design, decoração e arquitetura e que também lança peças de design. Seja uma coleção de copos de vidro desenvolvida em Murano, na Itália, ou mesas feitas de mármore colorido, as peças são uma divertida leitura do que é clássico, chique e atemporal!

Renato Rios. As primeiras peças que eu vi do Renato me lembraram pequenos portais, completamente conectados com o efêmero, o Invisível e as narrativas do inconsciente. Símbolos potentes que só a simplicidades das linhas são capazes de traduzir.

Nathalie Edenburg. Nathalie desenvolve um trabalho superdelicado e cheio de alma. Tenho acompanhado os desdobramentos das artes que ela tem aplicado em suas pinturas, joias, coleções. E a única palavra que me vem à cabeça é “feminino”, traduzindo essa essência em formas viscerais e poéticas. 

Aluff. Uma designer sensível, como Ana, não poderia criar peças diferentes. Trabalhando com o foco em sustentabilidade, em que todos os tecidos são biodegradáveis ou reciclados, Ana faz roupas com alma, poesia e leveza!

Lane Marinho. Lane consegue como ninguém traduzir sua essência delicada e cheia de elementos poéticos em seus sapatos, pinturas, joias, cerâmicas e fotografias. Uma artesã que respira e exala a paleta de cores perfeita, resultado de seus incansáveis experimentos e curiosidade! A troca que eu tenho com a artista e amiga Lane Marinho é um dos presentes mais lindos que a vida me deu!

Tinko Czetwertynski.O olhar certeiro do Tinko como fotógrafo sempre me intrigou pelo seu perspicaz talento em capturar momentos de pura poesia. Não é de mais, não é de menos, é uma tradução exata, porém muito aguçada, dos mágicos momentos da vida. Seja capturando retratos e olhares, seja fotografando a natureza e potentes instantes corriqueiros e reais pelo Brasil e pelo mundo.

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do utilizador e para analisar o desempenho e o tráfego no nosso website. Nós também compartilhamos informações sobre o seu uso do nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise.